Investigação a queda de avião russo não está focada em terrorismo

Autoridades acreditam em erro do piloto ou falha técnica

O ministro dos Transportes russo disse hoje que o acidente com o avião que se despenhou com 92 pessoas a bordo, domingo, deverá ter sido causado por erro do piloto ou falha técnica e não devido a terrorismo.

O avião militar caiu dois minutos depois de descolar, em Sochi, com 84 passageiros e oito membros da tripulação a bordo, que se acredita não terem sobrevivido.

O ministro dos Transportes, Maxim Sokolov, disse, em comentários transmitidos na televisão, que os investigadores estão a analisar um possível erro do piloto ou uma falha técnica e que um ataque terrorista não está entre as principais teorias para o acidente.

Equipas de resgate continuam hoje em busca de vítimas depois de o avião, que se dirigia à Síria, ter caído no mar Negro pouco depois de descolar. Entre os passageiros estavam 64 membros do coro militar russo Ensemble Alexandrov.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG