Indonésia vai devolver 49 contentores de resíduos à Europa e aos EUA

Depois da Malásia e das Filipinas, Indonésia devolve dezenas de contentores de lixo aos EUA e outros países ocidentais.

A Indonésia, tal como outros países do sudeste asiático que não querem mais ser aterros, vai devolver dezenas de contentores de lixo aos EUA e outros países ocidentais, anunciaram esta terça-feira as autoridades indonésias.

Segundo as autoridades aduaneiras da ilha de Batam, os 49 contentores que vão ser devolvidos contêm lixo, resíduos de plástico e substâncias perigosas que violam as regras de importação.

"Coordenamos com o importador para prosseguir com o seu retorno imediato", indicou o porta-voz dos serviços aduaneiros daquela ilha à agência de notícias France-Presse. Os resíduos são provenientes dos Estados Unidos, Austrália, França, Alemanha e Hong Kong, explicou a mesma fonte.

Guerra ao lixo

Em 2018, quando a China, o principal destino da reciclagem mundial, deixou de aceitar lixo estrangeiro, o sudeste asiático viu um aumento da importação de plásticos e de lixo eletrónico oriundo dos países mais desenvolvidos. Milhões de toneladas de lixo começaram a ser desviados para países onde existe menos regulação sobre este assunto, entre os quais se encontram países como a Malásia, as Filipinas e a Indonésia.

Em meados de junho, a Indonésia devolveu cinco contentores de lixo aos Estados Unidos por terem sido encontrados resíduos não declarados no seu interior.

Em 29 de abril, a Malásia devolveu cinco contentores de plástico poluente a Espanha.

Também as Filipinas anunciaram a devolução de dezenas de contentores de lixo que o Canadá enviou ilegalmente em 2013 e 2014.

Cerca de 300 milhões de toneladas de plástico são produzidas a cada ano e de acordo com o Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na sigla inglesa), grande parte desse plástico acaba em aterros sanitários ou nos mares.

Mais Notícias