Ilhas Fiji atingidas pelo pior ciclone de sempre na região

O Governo impôs um toque de recolher em todo o país, com avisos aos moradores para não saírem de casa

As ilhas Fiji foram este sábado atingidas pelo mais forte ciclone já sentido naquela região, tendo-se registado evacuações em massa, o toque de recolher foi ativado e a população encerrou e tapou todas as janelas com cobertores.

A tempestade, que atingiu a categoria cinco, o nível mais elevado, atingiu a ilha principal de Viti Levu durante a noite, de acordo com o Joint Typhoon Warning Center (JTWC), levando ao cancelamento dos voos e à ativação dos centros de evacuação logo ao início do dia.

"Como nação, estamos a enfrentar uma provação do tipo mais grave. Temos que ficar juntos, enquanto povo, e olhar uns pelos outros. Estejam alerta e preparados", disse o primeiro-ministro, Voreqe Bainimarama, num discurso nacional.

O ciclone Winston, com ventos fortes na ordem dos 220 km por hora e rajadas de até 315 km/hora, foi o primeiro de categoria cinco a atingir a região, noticiou o Fiji Times.

O Diretor Nacional de Gestão de Desastres, Akapusi Tuifagalele, revelou que foram ativados 758 centros de evacuação naquela região de cerca de 900 mil habitantes.

O ciclone Winston atingiu hoje a ilha mais a norte de Vanua Levu, havendo relatos ainda por confirmar de árvores caídas e telhados de casas arrancados.

As companhias aéreas Fiji Airways, Virgin Australia e Jetstar cancelaram todos os voos para a quele destino de férias, muito popular entre australianos e neozelandeses.

O Governo impôs um toque de recolher em todo o país, com avisos aos moradores para não saírem de casa.

Há uma semana que o Winston afeta o sul do Pacífico, tendo contornado Vanuatu e Tonga e tomado como objetivo Fiji antes de se desviar.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG