Hospital de Barcelona leva paciente dos cuidados intensivos a ver o mar

Isidre Correa, de 61 anos, estava há mais de 50 dias na unidade de cuidados intensivos quando os profissionais de saúde lhe propuseram ir ver o mar

Um paciente deitado numa cama da unidade de cuidados intensivos (UCI) em frente à praia de Somorrostro, em Barcelona, é uma imagem que está a dar volta ao mundo. Isidre Correa, diabético, obeso e há 50 dias na UCI do Hospital del Mar após ter sido diagnosticado com covid-19, é o protagonista desta história.

Desde há algum tempo, os profissionais de saúde têm aproveitado a proximidade à praia para aproximar alguns pacientes do mar, certificando-se de que o estado do paciente seja bom o suficiente para poder sair e consultando os familiares.

Neste caso, Isidre e os seus familiares deram luz verde à pretensão dos médicos e o doente passou alguns minutos a contemplar o mar. No momento, foi acompanhado pela mulher, Helena Soriano, que ao El Món a Rac1 agradeceu aos profissionais de saúde, dando nota "10" aos mesmos.

Joan Ramon Masclans, chefe da UCI do Hospital del Mar, explicou que a doença de Isidre era bastante "séria e complexa" e destacou a importância de gestos humanos como abordar os pacientes para ver o mar. "Precisamos de inovar no humanismo e esses detalhes são muito importantes para a recuperação dos pacientes e também para os próprios funcionários de saúde", afirmou.

Isidre Correa deverá sair da UCI nesta quinta ou sexta-feira, de acordo com a evolução da sua recuperação.

Mais Notícias