Homem mata três polícias em França e é encontrado morto

Há ainda a registar um polícia ferido. Autor dos disparos foi encontrado morto, informou o ministro do Interior francês.

Três agentes da polícia foram mortos em Puy-de-Dôme, no centro da França, esta quarta-feira, após responderem a um caso de violência doméstica, disseram fontes do Ministério Público à AFP.

Os agentes da polícia foram baleados por um homem de 48 anos quando tentavam ajudar uma mulher envolvida numa situação de violência doméstica. Há a registar ainda um polícia ferido.

O autor dos disparos foi encontrado morto, informou o ministro do interior, Gerald Darmanin, através de uma mensagem publicada no Twitter.

Quando as autoridades chegaram à casa, pouco depois da meia-noite, foram recebidas com tiros.

O agressor atirou e matou um polícia e feriu outro, antes de incendiar a casa.

Dois outros agentes, respondendo ao alerta, foram alvejados e mortos, de acordo com o gabinete do promotor de Clermont-Ferrand.

"Dor e profunda emoção" após a "morte de três dos nossos durante uma intervenção por violência doméstica", escreveu a polícia francesa nas redes sociais.

Mais de 300 agentes mobilizados

As autoridades disseram que a mulher foi resgatada em segurança e que pelo menos sete agentes da força de elite permanecem no local.

O atirador é conhecido pelas autoridades por acusações relacionadas com questões de custódia de crianças.

O ministro do Interior, Gerald Darmanin, já reagiu a este caso e homenageou os três agentes da polícia mortos. "A Nação curva-se perante a sua coragem", escreveu numa mensagem publicada na rede social Twitter.

De acordo com a BFMTV, mais de 300 agentes da polícia foram mobilizados para o local. A casa do agressor foi "totalmente destruída pelo incêndio", apesar da presença de bombeiros no local para tentar controlar as chamas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG