Há 200 dias que Taiwan não tem casos de covid-19. Saiba o que foi feito

Apesar de grande parte do mundo estar a lutar para conter novas ondas da pandemia de ​​​​​​​covid-19, Taiwan acaba de cumprir o seu 200º dia consecutivo sem um caso de transmissão local.

A resposta da capital, Taipé, à pandemia do coronavírus mostrou-se uma das mais eficazes do mundo. A ilha, que tem cerca de 23 milhões de habitantes, deu, pela última vez, conta de um caso de transmissão local a 12 de abril. E até quinta-feira (ontem) havia confirmado 553 casos, dos quais apenas 55 eram transmissões locais. A ilha teve o registo total de sete mortes até ao momento.

O "feito" de Taiwan é relembrado na mesma semana em que países como França e Alemanha anunciaram novos confinamentos e os Estados Unidos da América tiveram um recorde de 88 mil casos por dia. No estado da Florida, que tem um número de população semelhante ao de Taiwan (21 milhões de habitantes), foram identificados 4 188 casos só esta quarta-feira.

A velocidade de Taiwan

Taiwan nunca teve confinamentos restritivos nem recorreu a restrições drásticas da liberdade dos civis, como aconteceu na China. A resposta de Taiwan foi a velocidade, explica um artigo da CNN.

As autoridades locais começaram a inspecionar passageiros com voos diretos da cidade chinesa de Wuhan - onde o vírus foi identificado pela primeira vez - a 31 de dezembro de 2019 quando o vírus era ainda objeto de rumores e informações limitadas.

O primeiro caso foi reportado a 21 de janeiro e foi logo emitido a proibição dos residentes de Wuhan de viajar para a ilha. Para além disso, todos os passageiros que chegassem da China continental, Hong Kong e Macau tiveram de submeter-se ao controlo das autoridades sanitárias. Tudo aconteceu ainda antes da cidade de Wuhan fechar a 23 de janeiro.

Em março, Taiwan proibiu todos os estrangeiros de entrarem na ilha, com exceção de diplomatas, residentes e cidadãos com vistos especiais de entrada. Nessa altura, o governo local aumentou a produção de máscaras e equipamentos de proteção.

As vantagens de ser ilha

O facto de Taiwan ser uma ilha tem facilitado o controlo de entradas e saídas do território. Outra das vantagens é a experiência. Em 2003 Taiwan sofreu um surto mortal da síndrome respiratória aguda grave (SARS), desde então o território trabalhou para fortalecer a sua capacidade de resposta a pandemias, indicou o ministro das relações externas de Taiwan, Joseoh Wu, numa entrevista recente.

O governo também investiu em testes massivos e rastreio de contactos rápidos e eficazes.

O ex-vice-presidente da ilha, Chen Chien-jen, que é epidemiologista por formação disse que os bloqueios não são ideais. Chen disse igualmente que o tipo de testes em massa realizados na China continental, onde milhões de pessoas são examinadas quando um punhado de casos é detetado, também são desnecessários.

"O rastreio de contactos muito cuidadoso e quarentenas muito restritas de contactos próximos são a melhor maneira de conter o covid-19", disse ele, de acordo com a CNN.

Mais Notícias