Governo britânico paga metade a quem for comer fora. 10,5 milhões de refeições reivindicadas na primeira semana

O desconto, que vai vigorar durante todo o mês de agosto, é limitado a 10 libras (cerca de 11,10 euros) e é válido para refeições feitas às segundas, terças e quartas-feiras

O governo britânico lançou o programa "Eat out to help out" ["comer fora para ajudar"], em que paga metade das refeições feitas em cafés, restaurantes ou pubs às segundas, terças e quartas-feiras, e na primeira semana mais de 10,5 milhões de refeições foram reivindicadas, anunciou o governo.

O desconto, que vai vigorar durante todo o mês de agosto, é limitado a 10 libras (cerca de 11,10 euros).

As estimativas é de que, em média, são reivindicadas cerca de cinco libras (5,55 euros) em cada refeição, o que faz com que o programa tenha custado mais de 50 milhões de libras aos cofres do Estado até ao momento.

O fisco diz que, até 9 de agosto, receberam 10.540.394 reivindicações, números considerados "incríveis" e que estão a apoiar o setor do turismo.

O governo reservou 500 milhões de libras para financiar o programa.

Esta medida levou a um aumento no número de pessoas que visitam as principais ruas das maiores cidades do país, de acordo com a agência Springboard.

O número de pessoas em locais de compras após as 18.00 locais da última segunda-feira, o primeiro dia do programa, foi 19% superior ao da semana anterior. Paralelamente, as visitas durante a hora de almoço aumentaram 10%.

Ainda assim, o número de pessoas nas chamadas high streets ainda são significativamente menos em comparação com o mesmo período do ano passado.

83.068 restaurantes aderiram ao programa, incluindo cadeias de fast foot como McDonald's e KFC, assim como muitos bares, restaurantes e cafés independentes locais.

Números do governo mostram que 80% das empresas de restauração pararam de comercializar em abril e que 1,4 milhão de trabalhadores foram dispensados.

O desconto aplica-se apenas a alimentos e refrigerantes consumidos no local, pelo que não se aplica a take-away.

Não há limite de quantas vezes o desconto pode ser usado em agosto, ou para quantas pessoas, inclusivamente crianças.

Mais Notícias