Furacão Harvey obriga noivos a adiar casamento pela terceira vez

Nas primeiras duas vezes, casal já tinha desistido da festa devido a inundações. À terceira, não foi de vez

Jenny Swarers e Dustin Morgan tiveram de adiar o casamento pela terceira vez devido ao furacão Harvey, que este sábado atingiu com violência o estado norte-americano do Texas, mesmo depois de ter perdido intensidade ao tocar terra. E, por ironia, mais uma vez o adiamento do casamento esteve relacionado com fenómenos extremos: nas duas primeiras vezes, o casal viu-se obrigado a desistir da celebração devido a inundações.

Jenny e Sawerers começaram a namorar ainda na escola secundária, há cerca de cinco anos. Ficaram noivos e passaram um ano a planear o casamento de sonho, que deveria ter acontecido em abril de 2016, altura em que as cheias do rio Sabine, que atravessa os estados do Texas e Luisiana, inundaram o local onde se iria realizar a festa. "Tinha cerca de dois metros de água", contou a noiva à CNN.

Decidiram reagendar e voltaram a marcar o casamento para dali a um ano, no mesmo sítio. Mas as obras de renovação que foram necessárias devido às inundações não ficaram concluídas a tempo. Novo balde de água fria.

A alternativa foi remarcar o casamento pela terceira vez, para Houston, este sábado, 26 de agosto. Mas, mais uma vez, os planos alteraram-se: com a chegada iminente do furacão, viram os convidados começar a cancelar a presença e a lista passou subitamente das 150 para as 15 pessoas. "Depois de o padre ter cancelado, pensámos que talvez bastasse fazer por Skype", riu-se Jenny. "O Harvey ganhou".

O casal, que vive em Orange, Texas, ficou com comida suficiente para alimentar 150 pessoas. Mas não se arrisca a uma quarta tentativa para casar. "A piada agora é que estamos a afastar-nos da água e vamos para Vegas, onde não há ameaça de inundações", disse a noiva.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG