Frida, o cão de resgate que já salvou 52 pessoas, continua a salvar vidas no México

A cadela labrador, da Marinha Mexicana, voltou ao trabalho semanas depois de ter ajudado a resgatar 12 sobreviventes do sismo que abalou o país a 8 de setembro

Frida, uma cadela labrador de seis anos, já salvou 52 vidas em missões de resgate durante a sua carreira. Agora, está a resgatar vítimas do terramoto que já matou mais de 270 pessoas no México.

A cadela, da Marinha mexicana, já participou em missões de resgate e salvamento de vítimas de catástrofes naturais em países como Haiti, Equador e Honduras.

O trabalho de Frida, bem como a sua coragem, foram alvo de elogios por parte da presidência do México, no Twitter:

"Esta é a Frida, pertence à SEMAR e já ajudou a salvar 52 vidas em distintos desastres naturais a nível nacional e internacional"

Frida, equipada com óculos de proteção, um colete acolchoado caqui e botas para todo o terreno, voltou ao trabalho semanas depois de ter ajudado a resgatar 12 sobreviventes do terramoto que abalou o país a 8 de setembro.

Pelo menos 273 pessoas foram mortas devido ao sismo com magnitude de 7.1 que atingiu a CIdade do México na terça-feira. Outras vítimas ainda estão presas nos escombros e as suas esperanças de sobrevivência dependem de cães de resgate, como Frida.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG