França. Ex-primeiro ministro socialista Manuel Valls vai votar em Macron

Manuel Valls anunciou que vai votar em Emmanuel Macron na primeira volta das presidenciais

O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls anunciou hoje que votará em Emmanuel Macron nas presidenciais francesas, e não no socialista Benoît Hamon.

"Votarei em Emmanuel Macron, não é uma questão de coração, mas de razão", justificou Valls, ele próprio socialista, afirmando que quer evitar a passagem da candidata da Frente Nacional, Marine Le Pen, à segunda volta das presidenciais (marcadas para 23 de abril e 7 de maio).

"Não vou correr riscos", afirmou Valls à BFM TV, citado pela agência Reuters.

O anúncio de Valls já está a provocar um coro de críticas entre os socialistas franceses. Mathieu Hanotin, diretor de campanha de Hamon, disse à mesma estação televisiva que ouviu a declaração do antigo primeiro-ministro "sem surpresa", considerando que se trata do "último ato" de uma "tentativa de sabotagem" da candidatura do socialista.

Manuel Valls e Benoît Hamon disputaram a segunda volta das primárias socialistas à esquerda, com o segundo (que foi ministro da Educação de Valls) a derrotar o antigo chefe do governo. Hamon representa a ala mais à esquerda do PS francês, enquanto Valls é o rosto da ala mais à direita do partido.

Aurnaud Montebourg, socialista que também disputou as primárias, mas foi afastado à primeira volta, escreveu no twitter que Manuel Valls é um "homem sem honra".

"Manuel Valls, tu envergonhas-nos", escreveu na mesma rede o deputado socialista Patrick Mennuci, citado pelo jornal Le Monde.

.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG