Fidel era "um ditador", lembra Comissária Europeia

Cecília Malmstrom, a comissária de Comércio da União Europeia mostrou-se surpreendida com as homenagens ao antigo Presidente cubano

A comissária de Comércio da União Europeia (UE), Cecília Malmström, afirmou hoje que o ex-Presidente de Cuba, Fidel Castro era um "ditador" e afirmou-se surpreendida pelas homenagens que lhe têm sido prestadas. "Fidel Castro foi um ditador que oprimiu o Seu povo durante 50 anos. Estranho ouvir todas as homenagens nas notícias de hoje", disse a comissária sueca na sua conta na rede social Twitter.

Malmström demarca-se assim do comunicado emitido pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que afirmou que com a morte de Fidel de Castro, o mundo perdia "um homem que foi um herói para muitos". "Fidel de Castro foi uma das figuras históricas do passado século e personificou a Revolução Cubana, segundo Juncker, que acrescentou que será "julgado pela História", noticiou a Efe.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG