Faixa de Gaza abre pela primeira vez em nove anos para passagem de bens

Erez fica mais perto de grandes cidades israelitas do que Kerem Shalom, por onde os bens tinha de passar

Um ponto de passagem importante entre Gaza e Israel abriu-se hoje pela primeira vez em nove anos para a passagem de bens para dentro do território palestiniano, anunciou o governo israelita.

"A passagem de Erez vai abrir outra vez para os bens que entrem em Gaza", disse um porta-voz da COGAT, o organismo do ministro da Defesa responsável pela implementação de políticas governamentais nos territórios palestinianos.

"Esta medida foi tomada para facilitar o trabalho dos importadores palestinianos e assim ajudar a economia da faixa de Gaza", disse o porta-voz à agência francesa AFP.

Desde 2007 que apenas as pessoas podem passar por Erez, no norte da faixa de Gaza, e os bens têm de passar por Kerem Shalom, no sul.

Localizada no norte da faixa de Gaza, Erez fica mais perto de grandes cidades israelitas do que Kerem Shalom, o que torna mais fácil a passagem de bens que vêm das cidades portuárias de Israel como Ashod.

Israel impôs um bloqueio a Gaza durante uma década porque o considerou necessário para impedir o movimento islâmico Hamas de reconstruir as suas forças e posições militares.

Segundo o Banco Mundial e as Nações Unidas, o bloqueio acabou com todas as exportações de Gaza e levou ao limite a economia do pequeno enclave.

Cerca de 1,9 milhões de palestinianos vivem em Gaza, entalados entre o Egito, Israel e o Mediterrâneo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG