Explosão no Cairo faz seis mortos

Explosão, cuja origem não é conhecida, ocorreu junto a posto de controlo da polícia

Seis pessoas morreram hoje e três ficaram feridas numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.

A televisão estatal informou que a explosão, cuja origem não é ainda conhecida, ocorreu no distrito de Talibiya, na zona ocidental da capital.

Um responsável da procuradoria e um polícia acrescentaram que a explosão aconteceu junto de um posto de controlo e perto de uma mesquita.

Uma fonte dos serviços de segurança citada pela agência EFE diz que as vítimas são todas da polícia, sendo os mortos um oficial, um suboficial e quatro recrutas.

A agência acrescentou que o ataque foi dirigido contra um posto de controlo da polícia na avenida Al Haram, que conduz às pirâmides de Gizé.

O atentado, que parece ser o mais mortífero em vários meses, ocorreu pouco antes das orações de sexta-feira, quando as ruas do Cairo estão quase vazias.

Um repórter da Associated Press diz que o ataque parece ter sido contra dois veículos da polícia, estacionados junto ao posto de controlo.

A explosão destruiu completamente uma das viaturas e deixou a outra muito danificada.

Os militantes têm atacado repetidamente soldados e polícias desde que o exército afastou o presidente islamita Mohamed Morsi em 2013 e lançou uma violenta repressão contra os seus seguidores.

A maioria dos ataques ocorre na Península do Sinai por um ramo do grupo Estado Islâmico.

Mas também tem havido ataques contra forças de segurança e responsáveis governamentais na capital.

O ataque de hoje parece ser o mais mortífero no Egito desde maio, quando homens armados abriram fogo contra um veículo cheio de polícias à paisana no subúrbio de Helwan, no Cairo, matando oito agentes, num atentado reivindicado pelo Estado Islâmico.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG