Exército chamado a combater onda de violência no Rio Grande do Norte

Dezenas de ataques deixaram Rio Grande do Norte sem serviço de transportes públicos. A instalação de bloqueadores de sinal de telemóvel numa prisão pode ser o motivo

O Presidente interino do Brasil, Michel Temer, autorizou hoje o envio de tropas para ajudar a combater a onda de ataques criminosos no Rio Grande do Norte, que já levou à paragem do serviço de transportes públicos.

A informação foi confirmada à imprensa pela Presidência, horas depois de o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, ter divulgado que fez esse pedido ao Governo federal para "garantir a segurança da população".

A Presidência não adiantou o número de militares que serão enviados para o local, aguardando ainda a oficialização do pedido do governador.

Desde sexta-feira, ocorreram, pelo menos, 54 ataques contra autocarros, unidades policiais e prédios públicos em 20 municípios do Rio Grande do Norte, de acordo com a Secretaria de Segurança do Estado.

Domingo, uma pessoa ficou ferida após uma explosão num carro estacionado no parque de um supermercado, na zona norte de Natal, mas não está confirmado se o incidente está relacionado com a onda de ataques criminosos.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, já foram detidos 51 suspeitos de envolvimento nos ataques, incluindo 13 adolescentes, e recolhidos quase 30 'cocktails molotov' numa casa abandonada, em Natal.

A instalação de bloqueadores de sinal de telemóvel na Prisão Estadual de Parnamirim é apontada pelo governo estadual como o motivo da violência.

Devido aos ataques, o serviço de autocarros públicos encontra-se interrompido em Natal desde a noite de sábado.

Várias cidades do Brasil, e outras do mundo, como Lisboa, foram alvo de manifestações a favor e contra a Presidente destituida, Dilma Rousseff.

As autoridades brasileiras ainda não revelaram números relativos aos protestos, mas algumas fontes apontam que houve menos adesão nos protestos a favor de Dilma como em maio passado, data da destituição.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG