Ex-ministro francês Emmanuel Macron anuncia candidatura às presidenciais

Antigo protegido do presidente socialista François Hollande demitiu-se em agosto do governo, em que era titular da pasta da economia, para fundar o seu próprio movimento

O ex-ministro da Economia francês Emmanuel Macron, 38 anos, anunciou hoje a sua candidatura às presidenciais francesas de 2017, denunciando um sistema bloqueado por "lógicas politiqueiras".

"Sou candidato à presidência da República porque creio, mais que tudo, que podemos ter êxito, que a França pode ter êxito", disse, adiantando que a sua candidatura se coloca "sob o signo da esperança" e apelando a que se acabe com o "status quo" político para responder aos desafios de uma "nova era".

O antigo protegido do presidente socialista François Hollande escolheu Bobigny, um subúrbio industrial do nordeste de Paris, para acabar com o suspense.

A decisão era esperada desde que se demitiu do governo em agosto para formar o seu próprio movimento, "Em Marcha", que considera não ser "nem de direita nem de esquerda".

"O nosso sistema político está bloqueado", declarou Macron, considerando que "os aparelhos políticos e as lógicas politiqueiras paralisam a capacidade de avançar".

"Vi do interior o vazio do nosso sistema político (...), avaliei o que custa recusar as regras obsoletas de um sistema de clãs que se tornou o principal obstáculo à transformação do nosso país", disse o antigo banqueiro de investimento.

Macron indicou recusar aquele sistema e apelou a uma "revolução democrática profunda" para não se utilizarem as "receitas do século passado".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG