Espanha teve 34 surtos no último mês, um deles importado de Portugal

Surto importado de Portugal terá tido início numa viagem de trabalho a Lisboa de profissionais infetados

Os serviços sanitários espanhóis revelaram esta sexta-feira que no último mês foram detetados 34 surtos de covid-19 em todo o país, um deles transmitido numa viagem de trabalho a Lisboa de profissionais infetados "no último surto" detetado em Portugal.

A informação foi dada à margem da conferência de imprensa do ministro da Saúde espanhol e do diretor dos serviços de Alerta e Emergências Sanitárias, esta sexta-feira em Madrid, onde foi atualizado para 28.313 o número de mortes em Espanha desde o início da pandemia, mais 1.177 do que o último número, de 27.136, divulgado a 07 de junho.

O ministro da Saúde, Salvador Illa, afirmou que os nove surtos de coronavírus atualmente ativos em Espanha e que afetam 82 pessoas estão "sob controlo".

Salvador Illa acrescentou que , "no último mês", foram detetados 34 surtos, com um total de 928 casos que estão "controlados".

Fonte dos serviços sanitários espanhóis precisaram que nove dos surtos ocorreram em matadouros e também há casos com trabalhadores sazonais, em lares para idosos, em explorações agrícolas, em festas e, finalmente, com profissionais espanhóis que viajaram até Lisboa em trabalho e foram infetados "no último surto detetado em Portugal".

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 454 mil mortos e infetou mais de 8,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (118.435) e mais casos de infeção confirmados (cerca de 2,2 milhões).

Seguem-se o Brasil (47.748 mortes, mais de 978 mil casos), Reino Unido (42.288 mortos, mais de 300 mil casos), a Itália (34.514 mortos e mais de 238 mil casos), a França (29.603 mortos, mais de 195 mil casos) e a Espanha (28.313 mortos, mais de 244 mil casos).

Mais Notícias