"É inacreditável". Escultura de baleia impede metro de cair à água

Acidente aconteceu em Roterdão, na Holanda, e o próprio autor da escultura, feita em poliéster reforçado, ficou surpreendido com a forma como esta aguentou com o metro. Mais surpreendente ainda é o nome da obra de arte: "Salvo pela cauda da Baleia"

É uma escultura de uma baleia com duas caudas, feita em poliéster reforçado, e impediu a queda de uma carruagem de um metro de superfície após a composição ter ultrapassado as barreiras de segurança numa estação perto de Roterdão, na Holanda.

O metro ficou suspenso a uma altura de dez metros, na estação que é composta por uma estrutura sobre a água, como as fotos documentam.

O condutor do metro conseguiu libertar-se sem ferimentos após o incidente, que ocorreu pouco depois da meia-noite de segunda-feira. Não havia passageiros a bordo.

O mais curioso é que a a escultura tem por nome Saved by the Whale's Tail (Salvo pela cauda da Baleia). "O metro descarrilou e acabou no monumento chamado 'Salvo pela cauda da Baleia'. Literalmente, foi isso que aconteceu. É inacreditável. O motorista foi salvo pela cauda da baleia", contou Carly Gorter, da Autoridade de Segurança Regional de Rijnmond.

Maarten Struijs, que fez a escultura de duas caudas emergindo da água sob a linha elevada do metro, disse que ficou surpreendido com a resistência da obra, que se manteve firme.

"Nunca poderia ter imaginado, mas salvou a vida do operador. Estou espantado que seja tão forte. Quando o plástico está em pé por 20 anos, não se espera que segure uma carruagem de metro", disse.

A obra foi erguida em 2002, em Spijkenisse, nos arredores de Roterdão, na província holandesa de South Holland. É feita de poliéster reforçado.

Esta segunda-feira a tarefa mais complicada é agora remover o metro. "Dada a complexidade, levará algum tempo. Será um exercício complexo tirar em segurança", disse um porta-voz da região de segurança Rotterdam-Rijnmond.

As causas do acidente com o metro ainda estão a ser apuradas.

Mais Notícias