Encerradas contas de jornalistas e paparazzi nas redes sociais

China quer "acabar com as notícias sobre celebridades vulgares e ostentosas"

A Administração do Ciberespaço da Chinaordenou hoje o encerramento 60 contas nas redes sociais de jornalistas da imprensa cor-de-rosa, devido à lei para o ciberespaço, que entrou em vigor no país este mês.

Os representantes de empresas da Internet que alojavam estas contas, como o Baidu, Tencent ou Sina, foram convocados hoje pelas autoridades para serem informados sobre os novos regulamentos.

As autoridades pediram às firmas para que "adotem medidas efetivas para acabar com as notícias sobre celebridades vulgares e ostentosas", informou a revista Caixin.

Entre as contas encerradas encontram-se várias do jornalista Zhuo Wei, considerado o principal paparazzi chinês, com mais de oito milhões de seguidores.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG