Marcelo preocupado com "clima de insegurança" na Europa

As vítimas do jovem alemão-iraniano tinham idades compreendidas entre os 14 e os 45 anos. A chanceler alemã afirmou que partilha a dor das famílias

Numa conferência de imprensa, o chefe da polícia de Munique afirmou que não há indícios de que o jovem alemão-iraniano que ontem matou nove pessoas naquela cidade alemã suicidando-se de seguida tivesse ligações ao Estado Islâmico. Nas buscas realizadas no seu quarto encontraram, contudo, documentos relacionados com tiroteios, assumem que este eram obcecado pelo tema e que se inspirou no radical de direita Anders Behring Breivik, autor do massacre que fez 77 mortes na Noruega, em 2011, fez ontem precisamente cinco anos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG