Matou os quatro filhos porque não podia alimentá-los 

O pai das crianças também não aguentou e cometeu suicídio após ver a cena. A desgraça desta família gerou um debate na China

Uma mulher de 28 anos matou os quatros filhos, que tinham entre três e seis anos com um machado e pesticida, em Agushan, na China, porque não os conseguia alimentar. Depois de matar as crianças, Yang Gailan, bebeu pesticida e cometeu suicídio, segundo as autoridades locais.

O marido de Yang Gailan e pai das crianças, Li Keying, também cometeu suicídio - bebendo veneno - após ter chegado a casa e visto a cena.

Yang Gailan e o marido eram extremamente pobres e os filhos não podiam frequentar a escola nem tinham acesso aos serviços de saúde pois não estavam registados no sistema da cidade que dá autorização de residência e acesso aos serviços básicos, segundo a Sky News.

Os meios locais dizem ainda que a família não recebia qualquer apoio do sistema de segurança social chinês e sobrevivia do que conseguia plantar, praticando uma agricultura rudimentar, e vivendo abaixo do limiar da pobreza.

Este caso despertou um debate nas redes sociais chinesas, com algumas pessoas a condenarem o ato de Yang Gailan e outros a lamentarem a situação de desespero desta família.

Mais de metade da população de Agushan é pobre e vive abaixo do limiar da pobreza. Segundo o Banco Mundial, a China tem mais de 200 milhões de pessoas a viver abaixo do limiar da pobreza.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG