Drones em Gatwick terão sido ato deliberado para perturbar voos

Hipótese de sabotagem é admitida pela própria administração do aeroporto. Novo avistamento, ao final da manhã, leva a que toda a atividade esteja suspensa pelo menos até às 16.00.

Os voos de drones sobre a pista do Aeroporto de Gatwick, em Londres, que suspenderam todos os voos de e para este aeroporto desde ontem à noite, poderão ter sido um ato deliberado destinado a perturbar a circulação numa altura particularmente agitada, devido à época festiva. A hipótese foi avançada pela própria administração do aeroporto, numa publicação nas redes sociais.

O diretor executivo do aeroporto confirmou, por volta das 12.30, que outro drone tinha sido avistado a sobrevoar a pista "na última hora", e a polícia continua à procura de pistas que levem à detenção dos responsáveis pelo aparente ato de sabotagem, pelo que não há previsão de que os voos sejam retomados antes, pelo menos, das 16.00.

As perturbações causadas por este incidente já afetaram mais de onze mil passageiros e a administração do aeroporto estima que seja necessários "vários dias" para restabelecer por completo a normalidade. Várias companhias têm desviado os seus voos para outros aeroportos. Portugal também foi afetado, com a TAP a avançar com dois voos adicionais para Heathrow para compensar as perturbações causadas.

O governo britânico já reagiu ao incidente, com o porta-voz da primeira-ministra Theresa May a descrever o incidente como "irresponsável e completamente inaceitável".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG