Dono de restaurantes de sushi paga 2,7 milhões de euros por um atum

Peixe tem 278 quilos e foi leiloado no mercado de Tóquio. É um novo recorde de preço nos habituais leilões de ano novo que se realizam no Japão

Um milionário japonês pagou um preço recorde por um enorme atum de 278 quilos no primeiro leilão do novo ano. O atum vendido a Kiyoshi Kimura no novo mercado de peixe de Tóquio atingiu o valor recorde de 2,7 milhões de euros, mais que o dobro do recorde anterior, que também pertencia ao mesmo Kimura, dono de uma cadeia de restaurantes de sushi.

Os japoneses comem mais atum de barbatana azul do que qualquer outro país e o peixe é um ingrediente fundamental no sushi. O atum de barbatana azul pode viver até 40 anos e atinge grande velocidade de movimento o que os ajuda a migrar milhares de quilómetros através dos oceanos.

Mas também é uma espécie em extinção e os stocks diminuíram em mais de 80% desde a década de 1970. Apesar disso, o Japão tentou, mas não conseguiu aumentar sua cota de pesca da espécie em 15% no ano passado.

Kiyoshi Kimura, presidente da cadeia de restaurantes, é um habitual licitador de atum. Já tinha comprado de 2012 a 2017 - em cada um dos primeiros leilões do ano - o atum mais caro em Tóquio. Em 2013, pagou o último preço recorde de cerca de 1,26 milhão de euros por um atum de 222 quilos. O leilão foi realizado novo mercado de Tóquio, que foi inaugurado em outubro na área portuária da capital japonesa. O mercado de peixe de Tsukiji, construído em 1935, que era considerado a Meca dos amantes de peixe, foi fechado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG