Donald Trump goza com incapacidade física de jornalista

O candidato a candidato republicano à presidência dos Estados Unidos está debaixo de fogo... outra vez

É praticamente dia sim, dia sim. Na sua caminhada para se tornar o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump voltou a gerar polémica. Desta vez porque gozou com a incapacidade física de um jornalista do "The New York Times".

Foi na terça-feira à noite, num comício na Carolina do Sul. Durante o seu discurso, Donald Trump caricaturou a voz e os movimentos do jornalista Serge Kovaleski, que sofre de artrogripose, uma doença crónica que se caracteriza por múltiplas contraturas das articulações.

"Consideramos um ultraje que ele ridicularize a aparência de um dos nossos jornalistas", afirmou à CNN um porta-voz do The New York Times.

Donald Trump estava a falar do 11 de setembro, insistindo na sua ideia de que "milhares" de muçulmanos celebraram em Nova Jérsia a queda das Torres Gémeas. Referiu-se então a um artigo do jornalista, que em 2001, quando ainda trabalhava no Washington Post, investigou esses rumores tendo concluído que eram infundados.

Esta semana, entrevistado no Washington Post acerca desse texto e a propósito das alegações de Donald Trump, Serge Kovaleski afirmou: "Não me lembro de alguém afirmar que milhares ou mesmo centenas de pessoas estavam a festejar. Não foi isso que aconteceu, se bem me lembro".

E foi esta frase que, em pleno comício, Trump decidiu caricaturar.

Uma prática que não é inédita no candidato a candidato republicano. Já antes Donald Trump gozara com Megyn Kelly, que o havia confrontado com perguntas difíceis no primeiro debate entre os candidatos do Partido.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG