Dois polícias atingidos a tiro em estado grave. Polícia fala em emboscada

Dois agentes da polícia de Los Angeles, um homem de 24 anos e uma mulher de 31, foram atacados a tiro quando estavam no carro patrulha. O atacante abriu fogo e fugiu.

É isso que mostra um vídeo do ataque. Uma pessoa aproxima-se do veículo da polícia de Los Angeles, dispara e foge, num ato que o xerife daquela cidade norte-americana classificou de "cobarde".

O atacante continua a monte e por identificar. Os agentes baleados estão internados em estado grave no hospital, onde, de acordo com a polícia de Los Angeles , se juntou um grupo de manifestantes que gritaram slogans anti-políciais e bloquearam a entrada das urgências em que deram entrada as duas vítimas.

Quase 40 polícias norte-americanos foram mortos no cumprimento das suas funções, em 2020, oito dos quais, segundo as estatísticas do FBI, foram vítimas de uma emboscada.

"Um agente e uma agente foram emboscados quando estavam no seu carro patrulha. Ambos sofreram vários ferimentos provocados pelas balas disparadas e estão em estado crítico. Os dois estão a ser submetidos a intervenção cirúrgica. O suspeito ainda está a monte", tweetaram os xerifes do condado de LA.

"Este é só mais um lembrete sombrio de que este é um trabalho perigoso. As ações e as palavras têm consequências e o nosso trabalho não se torna mais fácil porque as pessoas não gostam das forças da da lei", disse o xerife Villanueva.

O presidente dos EUA, Donald Trump, que fez da lei e da ordem um tema central da sua candidatura à presidência, partilhou o vídeo do ataque no Twitter e comentou: "Animais que devem ser duramente atingidos".

Do lado dos democratas, o ataque também foi condenados pelo congressista californiano Adam Schiff no Twitter: "Todos os dias, os polícias põem a sua vida em risco para proteger a nossa comunidade. Espero que o autor deste ataque cobarde seja rapidamente levado à justiça."

Mais Notícias