Disparar sobre migrantes? Sim, desde que não sejam crianças

Líder do partido Alternativa para a Alemanha diz que autoridades devem disparar sobre refugiados

O partido Alternativa para a Alemanha (AfD) tem sido duramente criticado depois das declarações feitas pela sua líder numa entrevista ao jornal Mannheimer Morgen. Frauke Petry afirmou que a polícia devia ter autoridade para disparar sobre migrantes "para evitar travessias ilegais na fronteira".

A ideia foi apoiada por Beatrix von Storch, membro do partido eurocético e cada vez mais xenófobo e representante da AfD no parlamento europeu. Quando sábado lhe perguntaram se a polícia da fronteira devia disparar sobre crianças e mulheres, a deputada respondeu que "sim", na sua página do Facebook.

No entanto, e tendo em conta as críticas feitas ao partido, a deputada tentou depois suavizar a ideia. Von Storch disse que "o uso de armas de fogo contra crianças não é permitido" mas relembrou que "com as mulheres o assunto já é diferente".

Sigmar Gabriel, vice chanceler alemão e líder do Partido Social Democrata ( SPD), duvida que a AfD defenda os princípios democráticos que fundaram a Alemanha e apela às autoridades para que coloquem o partido sob investigação.

O líder parlamentar da CSU (aliada bávara da CDU de Merkel), Max Straubinger, disse que a AfD "começa a mostrar as suas cores verdadeiras e a revelar os seus ideais radicais".

Uma sondagem publicada na semana passada pelo jornal alemão Bild, atribui 13% das intenções de voto à AfD, fazendo do partido eurocético e anti-imigração, o terceiro mais votado do país. Em 2013 não chegou aos 5% necessários para entrar no Parlamento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG