Dezenas de antigas Miss America pedem demissão de organizador do concurso

Entre as 49 misses estão BeBe Shopp Waring, de 87 anos, que venceu o concurso em 1948, e a apresentadora da Fox News Gretchen Carlson, coroada em 1989

Dezenas de antigas misses que venceram o concurso Miss America exigem a demissão do presidente executivo e outros dirigentes da organização que promove a competição, depois da divulgação de mensagens eletrónicas em que são gozadas e insultadas.

O jornal eletrónico Huffington Post noticiou na quinta-feira a existência de várias mensagens eletrónicas do presidente executivo e dirigidas a este em que se faziam referências depreciativas às suas aparências, capacidades intelectuais e vidas sexuais de várias mulheres que participaram no concurso.

Numa mensagem de e-mail reencaminhada pelo presidente executivo, a consultora Tammy Haddad refere-se às antigas vencedoras como um "grupo de queixinhas que já não são nada e que culpam o programa por não as levar onde queriam ir", acrescentando que 80% "não têm a classe, inteligência" para atingir o sucesso.

Esta sexta-feira, 49 antigas misses assinaram uma petição onde apelam à liderança da organização para se demitir. Entre as 49 estão BeBe Shopp Waring, de 87 anos, que venceu o concurso em 1948, e a apresentadora da Fox News Gretchen Carlson, coroada em 1989.

Betty Cantrell, Miss America 2016, disse à agência noticiosa AP que teve de suportar "esta liderança misógina" durante um ano e que estava satisfeita por a verdade ter vindo a público.

O presidente executivo, Sam Haskell, e outros dirigentes permaneceram em silêncio ao longo do dia, depois de aquele ter apresentado desculpas na quinta-feira à noite.

Mais Notícias