David Katz "não veio aqui para fazer amigos". Quem é o atirador da Florida?

O responsável pelo tiroteio durante um torneio de videojogos na Florida tinha 24 anos. Ainda deixou mais de dez feridos

"David Katz não fala muito. É um homem de negócios. Ele não veio aqui para fazer amigos". Estas foram as palavras do apresentador do torneio de videojogos na Florida que este domingo terminou em tragédia quando chegou a vez do homem que, horas depois, viria a matar duas pessoas e a ferir 11.

Natural de Baltimore, no estado de Maryland, David Katz - que também respondia pela alcunha "Bread" (Pão) - tinha 24 anos e participava no torneio do jogo de futebol americano Madden NFL 19 organizado no salão de jogos do centro comercial ao ar livre The Landing, no centro de Jacksonville, na Florida.

Segundo a polícia, tinha arrendado um quarto num hotel na zona norte do estado para participar no evento.

Testemunhas citadas pela imprensa americana afirmam que ele tinha sido eliminado do torneio horas antes da tragédia. Às 13:30 (18:30 em Lisboa) entrou no local com uma arma (há relatos diferentes sobre que tipo de armamento usou) e começou a disparar sobre os outros jogadores.

O som dos disparos ficou gravado na transmissão em vídeo de dois participantes.

Depois, saiu do espaço e, poucos metros mais à frente, em frente a uma pizzaria, virou a arma para si próprio.

Vencedor do ano passado

"Bread" era um nome conhecido na comunidade de jogadores online de Madden. Em fevereiro do ano passado, escreve o Washington Post, venceu o torneio regional, batendo o favorito. Uma vitória que a EA Sports - a editora do jogo e co-organizadora do evento, apelidou de "o momento mais excitante de todo o campeonato 2017 NFL Club Series".

A vitória foi assinalada no Twitter pela equipa de futebol americano Buffalo Bills, patrocinadora do evento, com uma foto do momento em que Katz recebe uma camisola oficial do clube:

Este ano estava em jogo um prémio máximo de 125 mil dólares (107 mil euros), que seria arrecadado pelo vencedor da final da competição. Cada um dos finalistas tinha um prémio de 250 dólares (214 euros) garantido.

A polícia não divulgou ainda quais os motivos que levou Katz ao ato. Nem é sabido se alvejou alguém especificamente. A investigação ao caso continua.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG