Cruel e brutal. O novo líder do Estado Islâmico saiu do exército de Saddam

Antigo oficial do exército iraquiano, Abdullah Qardash é conhecido como "o professor" ou "o destruidor". É o sucessor de al-Bagdhdadi no comando do Estado Islâmico, organização terrorista em que é muito popular.

É conhecido como "o professor" e é o novo líder do Estado Islâmico (EI). Abdullah Qardash, também conhecido como Hajji Abdullah al-Afari, é apresentado pelos radicais do EI como o sucessor de Abu Bakr al-Baghdadi, que morreu na sequência do ataque das forças especiais norte-americanas, no noroeste da Síria, no sábado. Qardash é um ex-oficial do exército de Saddam Hussein e, entre os militantes dos EI, era muito popular. A crueldade e brutalidade são características da sua ação.

Abdullah Qardash teria sido indicado por Baghdadi em agosto para ser o responsável operacional do grupo terrorista, numa declaração amplamente divulgada, atribuída à agência oficial de notícias do EI, a Amaq. Embora pouco se saiba sobre o ex-oficial militar iraquiano que serviu sob o falecido líder Saddam Hussein, a Newsweek adianta que Qardash teria já assumido na prática o lugar de liderança de Baghdadi que teria atualmente um papel mais simbólico.

"Baghdadi era mais uma figura de proa, simbólica. Não estava envolvido em operações ou no dia-a-dia da organização", disse uma fonte dos serviços secretos americanos à Newsweek. "Tudo o que Baghdadi fazia era dizer sim ou não, sem responsabilidades no planeamento."

Foi em em 2003 que Qardash e Baghdadi se conheceram, quando foram detidos pelos EUA, em Bassorá, por suspeitas de ligações à al-Qaeda, o grupo terrorista fundado por Osama bin Laden.

Qardash nasceu em Tal Afar, uma cidade de maioria sunita no Iraque, tendo ingressado nas forças armadas quando Saddam Hussein governava o país. Após a invasão do Iraque pelos EUA, em 2003, e a posterior decisão do presidente George W. Bush de dissolver as forças armadas do país, Qardash foi preso e acusado de ter ligações com a Al-Qaeda. Numa cela em Camp Bucca, Qardash conheceu e formou um estreito vínculo com Baghdadi, que já fomentava o fervor religioso extremista que forneceria a base ideológica para o culto de morte em que se tornou o EI.

Trabalhando perto de Baghdadi, Qardash foi responsável por eliminar qualquer um que discordasse do estilo de liderança, e por isso ganhou um outro apelido: O Destruidor. Acabou por se tornar o principal legislador do grupo, daí a alcunha de O Professor, conhecido por aplicar punições supostamente baseadas no Islão e na Sharia.

Qardash está no comando do grupo terrorista mas a extensão do alcance e controlo da sua liderança é ainda desconhecida. Após a derrota territorial na Síria e Iraque, o EI está agora dividido em células, espalhadas pelo dois países, que operam em grande parte de forma independente umas do outras. Há notícias de que a liderança está dividida entre três fações, em grande parte ao longo de linhas étnicas, com líderes tunisinos, sauditas e iraquianos disputando o controlo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG