Condutor do camião com 39 mortos confessa crime

O motorista de camião acusado da morte de 39 imigrantes em Essex admitiu fazer parte de uma rede de imigração ilegal.

Maurice Robinson confessou-se culpado por conspirar com outros para ajudar na imigração ilegal entre 1 de maio de 2018 e 24 de outubro de 2019.

Em videochamada da prisão para o tribunal, Robinson admitiu igualmente a aquisição de bens de origem criminosa, em particular dinheiro.

Robinson é acusado de fazer parte de uma rede maior para transportar ilegalmente pessoas para o Reino Unido. Não foi pedido ao camionista que se declarasse culpado de 39 acusações de homicídio involuntário.

No dia 23 de outubro, os corpos de 31 homens e oito mulheres -- entre eles dois adolescentes -- mais tarde identificados como vietnamitas, foram encontrados mortos num camião frigorífico, na região de Essex, a uns 30 quilómetros de Londres.

O camião era oriundo de Zeebrugge, na Bélgica, tendo chegado ao Reino Unido no porto de Purfleet.

O motorista, Maurice Robinson, de 25 anos e natural da Irlanda do Norte, ficou detido, suspeito dos crimes de homicídio involuntário, conspiração para o tráfico de pessoas e conspiração para branqueamento de capitais.

O caso chocou o mundo e pôs a descoberto o submundo das redes de tráfico de pessoas para o Reino Unido.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG