China culpa pressão internacional por testes balísticos da Coreia do Norte

O Governo chinês afirmou hoje que foi a "pressão de terceiros" que forçou a Coreia do Norte a multiplicar, este ano, os seus testes com misseis balísticos, face aos rumores de que Pyongyang pode efetuar novo ensaio.

"Após tantos anos, o problema na península coreana poderia resolver-se através do diálogo e consultas, mas devido às pressões e suspeitas de terceiros países, a Coreia do Norte foi obrigada a realizar testes balísticos", disse o porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros Lu Kang.

Desde o início deste ano, num período de crescente tensão entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos, Pyongyang efetuou 11 provas com misseis.

"A China não é culpada das raízes deste problema e estamos sempre comprometidos em trabalhar com a comunidade internacional para o resolver adequadamente, via diálogo e negociações", afirmou Lu.

As declarações de Lu Kang surgem um dia depois de este ter criticado as sanções unilaterais do Congresso norte-americano a Pyongyang, que Pequim teme que afetem indiretamente empresas chinesas, visto que a China é o maior parceiro comercial do país governado por Kim Jong-un.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG