Carro despista-se contra sala de aula em Sidney e mata duas crianças

Dois rapazes de oito anos não resistiram aos ferimentos. Condutora foi levada para a esquadra

Dois rapazes de oito anos morreram e três raparigas estão hospitalizadas depois de um carro chocar com o edifício de uma escola em Greenacre, subúrbio de Sidney, na Austrália. Uma das crianças internadas está em estado grave.

Ao volante do automóvel acidentado estava uma mulher de 52 anos, que não sofreu qualquer ferimento e foi levada para a esquadra. A polícia não acredita que o despiste tenha sido intencional e está a investigar a colisão, que aconteceu às 09:45 da manhã de terça-feira, hora local - às 22:45 de segunda-feira em Lisboa.

O automóvel que atingiu a sala de aula era um Toyota, que colidiu com o edifício da escola primária e entrou pela sala de aulas onde se encontravam, na altura, 24 crianças. A professora e 17 alunos foram assistidos no local.

De acordo com os membros das equipas de emergência, foi um "pandemónio", uma situação muito perturbadora: as crianças choravam "e muitas perguntavam pelos pais", contou ao The Guardian Stephanie Radnidge, do serviço de ambulâncias de Nova Gales do Sul. "É muito, muito difícil, porque nós também somos pais, somos humanos. Mas estamos treinados e prestámos os melhores cuidados aos que ficaram feridos no local".

O carro estaria nas imediações da escola antes da colisão, mas até agora não foi determinado se a condutora tem alguma relação com o estabelecimento de ensino. Segundo fonte dos bombeiros, outros professores e transeuntes acorreram à escola logo que se aperceberam do acidente para ajudar a levantar o veículo e evitar danos maiores.

A condutora ficou em liberdade condicional e vai ser presente a tribunal a 29 de novembro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG