Carnaval de São Paulo é adiado para maio ou julho

O anúncio foi feito pelo prefeito da maior cidade brasileira. Sem ter a fama da homóloga do Rio, a festa paulistana ainda assim atraiu 15 milhões de pessoas e movimento meio milhão de euros este ano

A prefeitura de São Paulo anunciou nesta sexta-feira o adiamento do Carnaval de 2021 na cidade.

Em conferência de imprensa, o prefeito Bruno Covas afirmou que as novas datas ainda não estão definidas mas que finais de maio ou inícios de julho são as mais prováveis.

"Tanto as escolas de samba quanto os blocos entenderam a inviabilidade da realização do Carnaval para fevereiro do ano que vem", disse Covas, do PSDB.

"Nós estamos definindo com as escolas a nova data, que deve se dar a partir de maio do ano que vem. Com as festas juninas [semelhantes aos festejos dos Santos Populares, em Portugal], o Carnaval deve ocorrer no final de maio ou no começo de julho", concluiu.

O Carnaval de São Paulo, a maior cidade brasileira, não tendo a tradição nem a fama internacional do do homólogo do Rio de Janeiro, ainda assim, atraiu cerca de 15 milhões de pessoas para o desfile das escolas de samba no parque do Anhembi e em incontáveis blocos de rua pela cidade no ano passado - além de ter movimentou em torno de 3 mil milhões de reais [cerca de 500 milhões de euros] no ano passado.

Desde 1950, de forma não oficial, e desde 1968, oficialmente, é eleita a melhor escola de samba paulistana. A Águia de Ouro é a atual campeã.

Mais Notícias