Cão morre ao atacar bombista suicida e salva multidão em casamento

Animal não soltou a jovem que trazia explosivos até que estes se detonaram

Um cão impediu que uma jovem bombista suicida matasse várias pessoas num casamento na Nigéria, este domingo. O animal atacou a mulher que trazia explosivos e não a largou até que estes acabaram por se detonar, matando os dois, na cidade de Maiduguri.

Segundo o porta-voz da polícia Victor Isuku, citado pelo Telegraph, a jovem viu-se obrigada a "detonar os explosivos enquanto lutava para se livrar das garras e das dentadas do cão".

Buba Ahmed, uma testemunha, contou que a jovem bombista tentava aproximar-se da multidão que celebrava um casamento quando foi atacada pelo cão.

De acordo com o Independent, Ahmed disse que os convidados do casamento sentem que o cão "sacrificou a vida para os salvar" e por isso estão muito agradecidos.

A polícia nigeriana revelou que, horas antes deste incidente, outros três bombistas suicidas tinham sido mortos em atentados falhados em cidades vizinhas.

Os locais acreditam que a jovem bombista tenha sido enviada pelo grupo terrorista Boko Haram, que tem cometido vários atentados do género no país.

No ano passado uma bombista foi linchada, também na cidade de Maiduguri, por "uma multidão irada" depois de o colete de explosivos que transportava não ter explodido.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG