Brasil regista mais de mil mortes e 37 mil novos casos em 24 horas

O Brasil registou 1.091 mortes relacionadas com a covid-19 e 37.923 novos casos de infeção com o novo coronavírus em 24 horas, informou neste sábado o Ministério da Saúde brasileiro.

Ao todo, o Brasil soma 64.265 mortes e 1.577.004 casos confirmados do novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, mantendo-se em segundo lugar na lista de países mais afetados pela pandemia, atrás dos Estados Unidos.

O Governo brasileiro também informou que 636.380 casos de covid-19 estão em acompanhamento e 876.359 pessoas infetadas já são consideradas recuperadas.

O estado de São Paulo continua a ser o mais afetado pela doença no país sul-americano, somando 15.996 mortes e 312.530 casos de infeção.

Segundo o Ministério da Saúde, o estado do Ceará está em segundo lugar entre os estados brasileiros com mais casos confirmados de covid-19, superando o Rio de Janeiro, com 120.952 casos e 6.411 mortes.

O Rio de Janeiro tem 120.440 casos da doença, mas aparece em segundo lugar em número de mortos com 10.624 óbitos confirmados.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão de controlo ligado ao Governo brasileiro, autorizou a realização de testes no país de uma vacina contra o novo coronavírus que está a ser desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac.

O pedido foi feito pelo Instituto Butantan, de São Paulo, e a autorização foi publicada numa edição extra do Diário Oficial da União na madrugada de hoje.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 527 mil mortos e infetou mais de 11 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Mais Notícias