Boris Johnson no hospital mas ainda "ao comando"

O primeiro-ministro britânico foi hospitalizado no domingo, 10 dias depois de ter sido diagnosticado com covid-19. "Ele está a ir bem", afirmou o secretário de Estado da habitação. A imprensa britânica diz que Boris Johnson recebeu oxigénio.

"Ele está a ir bem", disse, esta segunda-feira, o secretário de Estado da habitação, Robert Jenrick, sobre a situação do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, de 55 anos, que foi hospitalizado na noite de domingo, 10 dias depois de ter sido testado positivo para covid-19.

"Esta não foi uma admissão de emergência, foi planeada para realizar alguns exames de rotina. Ele vai permanecer no hospital o tempo que for necessário", referiu Robert Jenrick à estação de televisão BBC. "Ouvi dizer que ele está a ir bem e estou ansioso para que volte ao número 10 o mais rápido possível".

"Esperamos que, como resultado destes testes, ele possa voltar para Downing Street o mais rápido possível", afirmou.

Embora numa cama do Hospital St Thomas em Westminster, Londres, Boris Johnson continua a trabalhar e a ser atualizado sobre a evolução da pandemia no Reino Unido, mantendo-se "ao comando" do governo, garantiu Robert Jenrick.

"Obviamente hoje ele está no hospital a fazer os exames, mas continua a ser informado sobre o que está a acontecer, a ser o responsável pelo governo", afirmou.

Por precaução, a conselho do seu médico, Boris Johnson, foi hospitalizado na noite de domingo porque continua a apresentar sintomas persistentes de coronavírus, como febre.

O jornal Times informou que o primeiro-ministro britânico recebeu oxigénio.

Dominic Raab, ministro dos Negócios Estrangeiros, foi nomeado para assumir o cargo se Johnson estiver incapacitado. Para já, preside, esta segunda-feira, à reunião diária do executivo britânico, no lugar de Boris Johnson.

"Tenho certeza de que isto é muito frustrante para alguém como Boris" que quer estar na linha da frente a comandar o executivo na luta contra a pandemia, disse Jenrick. "No entanto, ele ainda está no comando do governo".

Por precaução, a conselho do seu médico, Boris Johnson, foi hospitalizado na noite de domingo porque continua a apresentar sintomas persistentes de coronavírus, como febre.

No dia 27 de março, o líder dos Conservadores anunciou na sua conta de Twitter estar infetado com covid-19. "Nas últimas 24 horas desenvolvi ligeiros sintomas e testei positivo para coronavírus", escreveu, revelando que iria ficar em isolamento, mas que não abdicaria do seu papel. "Vou continuar a liderar o governo por videoconferência enquanto lutamos contra este vírus", lê-se.

Mais Notícias