Bolsonaro obrigado pelos tribunais a usar máscara

Ação popular que gerou a decisão baseia-se na "conduta irresponsável" do presidente da República e resultará em multa diária caso não seja cumprida

Jair Bolsonaro vai ser obrigado a usar máscara em espaços públicos, de acordo com uma decisão de um tribunal de Brasília. Caso não cumpra a medida, terá de pagar dois mil reais [um pouco menos de 400 euros] diários de multa. A decisão estende-se a outros funcionários e colaboradores do governo do Brasil.

Na ação popular que gerou a decisão, é argumentado que "a conduta omissiva da União e do Distrito Federal e a conduta irresponsável do presidente tendem a, em um universo curto de tempo, esvaziar em boa parte as medidas de prevenção adotadas, fazendo com que o Distrito Federal, que tem um dos mais baixos números de mortos, passe a assistir o incremento deste infausto indicativo".

O uso de máscaras de proteção em espaços públicos do Distrito Federal, o estado onde Brasília está localizada, é obrigatório desde o dia 30 de abril. No primeiro fim de semana do mês de maio, Bolsonaro participou em atos populares a favor do governo, com aglomeração de pessoas e sem usar o acessório.

Desde então em pelo menos mais cinco ocasiões voltou a prescindir da máscara. em público.

Mais Notícias