Bolsonaro considera que Che Guevara apenas inspira "marginais e 'drogaditos'"

O presidente brasileiro acrescentou que, com a morte de Che Guevara, o comunismo perdeu "força" na América Latina, mas "voltaria via Foro de São Paulo", uma plataforma que agrega os partidos de esquerda da América Latina e que é usualmente alvo das críticas de Bolsonaro.

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, considerou, na sexta-feira, que o legado do guerrilheiro argentino Che Guevara apenas "inspira a marginais, 'drogaditos' e à escória da esquerda", por ocasião do 53.º aniversário da morte do símbolo revolucionário de Cuba.

"09 de outubro [de 1967]. Morria na Bolívia o criminoso comunista Che Guevara, cujo legada apenas inspira a marginais, 'drogaditos' e à escória da esquerda", escreveu o chefe de Estado brasileiro na rede social Twitter.

Bolsonaro acrescentou que, com a morte de Che Guevara, o comunismo perdeu "força" na América Latina, mas "voltaria via Foro de São Paulo", uma plataforma que agrega os partidos de esquerda da América Latina e que é usualmente alvo de críticas pelo Presidente brasileiro.

Jair Bolsonaro acabou a publicação com a lembrança do jogo de futebol entre as seleções do Brasil e da Bolívia, na sexta-feira.

Mais Notícias