Boko Haram divulga novo vídeo de estudantes raptadas em Chibok

"Eles devem saber que seus filhos ainda estão em nossas mãos", diz um homem com a cara tapada por um turbante nas imagens

O movimento radical Boko Haram divulgou hoje um novo vídeo das estudantes raptadas há mais de dois anos em Chibok, no noroeste da Nigéria, mostrando que algumas ainda estão vivas e reclamando que outras morreram em ataques aéreos.

"Eles devem saber que seus filhos ainda estão em nossas mãos", afirma no vídeo colocado no YouTube um homem de cara escondida por um turbante.

O Boko Haram raptou 276 estuantes de uma escola secundária em Chibok na noite de 14 de abril de 2014, tendo 57 conseguido fugir pouco depois.

Nada se sabia das restantes 219 desde a divulgação de um vídeo pelos radicais em maio de 2014, até que uma mensagem, uma aparente "prova de vida", foi enviada ao governo nigeriano no início deste ano.

A 19 de maio, uma segunda estudante foi resgatada pelos militares, depois de dois dias antes ter sido descoberta a primeira estudante por vigilantes na floresta de Sambisa, no estado de Borno, considerada um dos últimos bastiões dos islamitas do Boko Haram.

O rapto provocou a indignação e trouxe atenção mundial para a rebelião do Boko Haram, que já causou pelo menos 20.000 mortos e mais de 2,6 milhões de deslocados desde 2009.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG