Biden chama Trump de "irresponsável" e recusa ideia de confinamento nacional

Presidente eleito dos Estados Unidos anunciou ainda que já tem um nome para secretário de estado do Tesouro.

"Estamos a testemunhar uma irresponsabilidade incrível, que é incrivelmente danosa na mensagem que envia para o resto do mundo acerca de como a democracia funciona". Foi desta forma que o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, descreveu a situação política do país, numa altura em que Donald Trump continua a se recusar a aceitar os resultados eleitorais.

Num encontro com a imprensa após uma reunião por videoconferência com 10 governadores estaduais, Biden abordou ainda a crise pandémica, e fez questão de deixar claro que não tem qualquer plano de ordenar um confinamento nacional, apesar de o número de casos no país estar a subir.

"Não existe qualquer circunstância que anteveja que me leve a decretar um confinamento nacional. Penso que tal seria contraprodutivo", garantiu.

Ainda neste encontro foi anunciado que já existe um nome escolhido para secretário de estado do Tesouro da futura administração norte-americana. Alguém que será bem aceite pelo Partido Democrata, segundo assegurou, mas que não quis nomear.

"Já tomámos essa decisão e saberão qual foi imediatamente antes ou logo depois do Thanksguiving", que este ano acontece no dia 26 de novembro.

A tomada de posse do novo presidente acontecerá a 20 de janeiro.

Mais Notícias