Bernardo Pires de Lima eleito presidente do Conselho de Curadores da Fundação Luso-Americana

Investigador e analista de política internacional, Bernardo Pires de Lima foi eleito por unanimidade para ser o presidente do Conselho de Curadores da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento.

Bernardo Pires de Lima foi "eleito por unanimidade" para o cargo de presidente do Conselho de Curadores da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

"Contamos com a energia e ideias dos nossos curadores para avançar a nossa missão e fortalecer a relação entre Portugal e os EUA", lê-se na publicação da FLAD feita na rede social Twitter.

Colunista e analista de política internacional no Diário de Notícias, Bernardo Pires de Lima é investigador associado do Instituto Português de Relações Internacionais da Universidade Nova de Lisboa e sócio da FIRMA - Agência Portuguesa de Negócios privada.

Licenciado em Ciência Política pela Universidade Lusíada de Lisboa e mestre em Relações Internacionais, o colunista do DN foi bolseiro da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e em 2013 foi contemplado com a Marshall Memorial Fellowship pelo German Marshall Fund of the United States, um dos principais programas de promoção transatlântica e de networking para futuros líderes europeus com menos de 40 anos, lê-se na biografia que pode ser consultada no seu site.

Geopolítica, segurança transatlântica, integração europeia e as políticas externas de Portugal, EUA e Reino Unido são as suas áreas de investigação.

O agora presidente do Conselho de Curadores da FLAD é autor de oito livros sobre política internacional contemporânea, entre os quais "Portugal na Era dos Homens Fortes: Democracia e Autoritarismo em Tempos de Covid", "O Lado B da Europa: Viagem às 28 Capitais" e "Putinlândia", com o qual venceu o prémio José Medeiros Ferreira. Em 2019, foi distinguido com o prémio Ensaio Europa da Fundação Respublica.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG