Bélgica vai usar drones com câmaras térmicas para vigiar cumprimento de regras no Natal

Além de estar atenta ao cumprimento da proibição de lançamento de fogos de artifício, a polícia vai poder controlar, através das câmaras térmicas instaladas nos drones, as pessoas que estão na via pública.

A polícia belga vai recorrer a drones com câmaras térmicas para fiscalizar o cumprimento das regras contra a propagação da covid-19 durante as férias de Natal em vários municípios no nordeste do país. A informação avançada pela EFE, que cita a agência local belga, indica que a polícia vai estar especialmente atenta à proibição do lançamento de fogos-de-artifício.

Com as câmaras térmicas instaladas nos drones, os agentes da autoridade vão poder controlar as pessoas que estão na via pública durante a quadra natalícia. Um dos drones vai ter um megafone para que a polícia possa dirigir-se à população caso seja necessário.

Na Bélgica, o encerramento de bares, restaurantes e cafés, a obrigação de teletrabalho, sempre que possível, a limitação dos contratos sociais e o recolher noturno - atualmente entre as 22:00 e as 06:00 - permanecem em vigor. Quem desrespeitar as restrições para travar as infeções pelo novo coronavírus pode ter de pagar uma multa que ascende aos 250 euros.

Para o Natal, as autoridades já definiram regras. Cada agregado familiar pode receber apenas um convidado para as festividades desta quadra. A não ser que tenha um terraço ou jardim com acesso direto a partir da rua, caso em que podem juntar-se grupos de quatro pessoas - mas só um dos visitantes pode entrar na habitação para usar a casa de banho. É assim mesmo. "Se tiver que ir à casa de banho, tem de voltar a sua casa", confirmou um porta-voz do ministério do Interior belga.

No final do mês passado, a 28 de novembro, Liège foi palco de protestos contra o recolher obrigatório imposto pelas autoridades belgas para conter a pandemia. 20 pessoas foram detidas durante a marcha para denunciar a "violação das liberdades" que os manifestantes consideram que representa o recolher obrigatório.

A Bélgica é um dos países mais afetados pela pandemia. É o que regista o maior número de mortes em relação à sua população, com 151 mortes por 100 000 habitantes.

Os drones com as câmaras térmicas vão ser usados para vigiar o cumprimento das regras nas localidade de As, Bocholt, Bree, Genk, Houthalen-Helchteren, Kinrooi, Oudsbergen e Zutendaal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG