Autoridades francesas fazem buscas na sede da Frente Nacional

Partido de Marine Le Pen é acusado de usar indevidamente fundos da União Europeia

As autoridades francesas estão a realizar esta segunda-feira buscas na sede do partido Frente Nacional, liderado por Marine Le Pen. A polícia estará a investigar os alegados usos indevidos de fundos da União Europeia para pagar assistentes parlamentares, de acordo com o que uma fonte do partido disse à Reuters.

O Parlamento Europeu disse que, enquanto líder da Frente Nacional, Marine Le Pen pagou a funcionários do partido com dinheiro dos fundos europeus, em 2011/2012, As normas europeias afirmam que os fundos apenas podem ser usados para pagar assistentes parlamentares da União Europeia.

Um relatório do organismo antifraude da União Europeia revelado na semana passada afirmava que Le Pen "realizou um contrato de trabalho puramente fictício com um dos seus assistentes" para "regularizar salários e despesas".

Está ainda em curso um inquérito por parte das autoridades francesas relacionado com suspeitas de que membros da Frente Nacional enganaram o Parlamento Europeu em várias centenas de milhares de euros, utilizando assistentes parlamentares europeus nas atividades políticas do partido.

"Parece uma operação mediática cujo objetivo é perturbar a campanha presidencial", afirmou a Frente Nacional num comunicado, segundo a Reuters.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG