Autor do atentado de Estocolmo tentou juntar-se ao Estado Islâmico na Síria

Rakhmat Akilov tentou passar a fronteira da Turquia para a Síria em 2015, mas foi detido e enviado de volta para a Suécia, onde vivia

O autor assumido do atentado com um camião em Estocolmo que matou quatro pessoas, Rakhmat Akilov, tentou juntar-se em 2015 ao grupo terrorista Estado Islâmico na Síria, através da fronteira turca, indicou uma fonte policial do Uzbequistão.

Akilov, um uzbeque de 39 anos da minoria tajique, "tentou participar nos combates na Síria", depois ter "ficado sob a influência dos emissários de uma célula do Estado Islâmico do Tajiquistão", indicou a mesma fonte uzbeque, citada pelas agências russas.

A fonte policial precisou que Akilov tentou passar a fronteira da Turquia para a Síria em 2015, mas foi detido e enviado de volta para a Suécia, onde vivia.

As autoridades uzbeques tinham emitido um mandado de captura internacional em fevereiro contra Rakhmat Akilov, na sequência da abertura de uma investigação por "extremismo religioso".

Akilov admitiu ter lançado um camião roubado contra as pessoas que circulavam por uma das ruas mais movimentadas da capital sueca, a uma hora de forte afluência. Acabaria por matar quatro pessoas e ferir outras 15.

Em 2016 as autoridades suecas tinham rejeitado um pedido seu para permanecer no país e em dezembro o Gabinete de Migrações sueco tinha-lhe dado um prazo de quatro semanas para sair.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG