Autarca de Portland atingido com gás lacrimogéneo numa manifestação nos EUA

O presidente da câmara de Portland, nos EUA, foi atingido com gás lacrimogéneo, na noite de quarta-feira, quando foi ao encontro de manifestantes protestando contra a mobilização de agentes federais pelo Presidente Donald Trump.

Donald Trump decidiu enviar agentes federais e forças paramilitares para algumas das cidades mais atingidas pelas manifestações de protesto contra a violência policial, incluindo Portland, mesmo contra a vontade de alguns autarcas e governadores democratas, que acusam o Presidente de tentar militarizar o regime político.

O autarca democrata Ted Wheeler, que usava óculos e máscara, foi escoltado para longe da multidão, no meio de uma nuvem de gás lacrimogéneo usado pelas forças policiais para demover os manifestantes.

Não ficou claro se os agentes federais sabiam da presença de Wheeler na manifestação, quando começaram a usar gás lacrimogéneo, uma das práticas policiais condenadas pelos manifestantes.

No início da noite, o presidente da câmara de Portland tinha sido criticado quando se tentou juntar aos manifestantes, mas mais tarde foi aplaudido, quando gritou "Black Lives Matter" (as vidas negras importam), o nome e 'slogan' do movimento criado após a morte de George Floyd, o afro-americano asfixiado sob escolta policial, em Minneapolis, em junho passado.

Ted Wheeler tem sido um dos políticos democratas que se tem oposto à decisão do Presidente de enviar agentes federais, sem identificação, para tentar conter as manifestações de protesto.

Donald Trump tem criticado os dirigentes democratas dizendo que a sua falta de estratégia de segurança está por detrás do aumento de criminalidade nos estados e cidades que eles gerem, prometendo mais "ordem e segurança" através de apoio federal.

"Quero agradecer aos milhares de pessoas que se opuseram à ocupação desta cidade pelo Governo Trump", disse Wheeler, dirigindo-se a centenas de pessoas reunidas no centro da cidade do estado de Oregon.

No final, alguns manifestantes dirigiram-se ao autarca, dizendo que ele devia estar presente mais vezes nestas manifestações, para se aperceber da realidade que enfrenta quem protesta contra a violência policial.

"Estou aqui hoje à noite e vou ficar com vocês", respondeu Ted Wheeler.

O governo estadual de Oregon contestou o recurso a forças policiais federais e, na quarta-feira, apresentou um pedido para que os tribunais emitam uma ordem de restrição contra a sua presença na cidade de Portland.

Mais Notícias