Autarca de Nova Iorque ajuda a pintar 'Black Lives Matter' junto à Trump Tower

Bill de Blasio foi um dos participantes na pintura da inscrição na avenida de Manhattan, mesmo em frente ao edifício que pertence ao presidente dos Estados Unidos.

O presidente da Câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, foi um dos participantes no ato de pintura da inscrição "Black Lives Matter" [Vidas Negras Importam] no asfalto da Quinta Avenida em frente à Trump Tower, em Manhattan, uma semana depois de Donald Trump ter escrito no Twitter que esta pintura seria "um símbolo de ódio".

De Blasio surgiu ladeado pela sua mulher, Chirlane McCray, e pelo reverendo Al Sharpton e ajudou a pintar o grito de guerra da justiça racial em letras amarelas gigantes na Quinta Avenida, em frente à Trump Tower. Ativistas assistiam e cantavam: "De quem são as ruas? As nossas ruas!"

"Quando dizemos 'Black Lives Matter', não há declarações mais americanas do que esta, não há declarações mais patrióticas porque não há América sem a América negra", disse De Blasio, do Partido Democrata. "Estamos a reconhecer a verdade sobre nós mesmos como americanos, dizendo 'Black Lives Matter'. Estamos a corrigir um erro", acrescentou.

O autarca anunciou o plano de pintar "Black Lives Matter" em frente à Trump Tower no mês passado, depois de dizer anteriormente que o slogan seria pintado nas ruas, em vários locais da cidade. O presidente respondeu via Twitter afirmando que denegriria "esta avenida de luxo" e "antagonizaria ainda mais o melhor de Nova Iorque", referindo-se ao departamento de polícia da cidade. De Blasio twitou em resposta que Black Lives Matter é "um movimento para reconhecer e proteger a vida dos negros".

Rahima Torrence, 20, que estava entre as pessoas que colocaram tinta amarela na Quinta Avenida, disse que, embora a arte possa ser um símbolo, "é o começo de algo mais". Considerou que a localização em frente ao arranha-céu de Trump "mostra que somos importantes e diz-lhe que não nos pode ignorar".

Washington DC foi a primeira cidade dos EUA a receber arte de rua gigante "Black Lives Matter" quando o autarca Muriel Bowser pintou a rua que leva à Casa Branca. Bowser disse que a pintura pretendia mostrar solidariedade aos americanos indignados com a morte de George Floyd em Minneapolis.

Trump residiu na Trump Tower antes de assumir o cargo de presidente, mas passou pouco tempo lá desde então. Mudou a sua residência oficial de Nova Iorque para a Florida no ano passado,

Mais Notícias

Outras Notícias GMG