Áustria e República Checa aumentam segurança nas fronteiras

Segurança de muitos centros comerciais checos foi reforçada, na sequência do ataque em Munique do qual resultaram pelo menos dez mortos

A Áustria e a República Chega aumentaram hoje a vigilância nas suas fronteiras com a Alemanha, depois do tiroteio em Munique, que provocou pelo menos dez mortos.

O ministro checo do Interior, Milan Chovanec, anunciou na televisão pública do país ter decidido aumentar a vigilância na fronteira "para a eventualidade de um dos atacantes fugir da Alemanha".

Também foi destacada uma maior presença policial para muitos dos centros comerciais do país, acrescentou.

A Áustria também "aumentou as medidas de segurança" na fronteira com a vizinha Baviera alemã e em todo o país, indicou à televisão pública austríaca o diretor-geral da Segurança Pública, Konrad Kogler.

"Pusemos em alerta toda a equipa da unidade antiterrorista Cobra para estarmos prontos a reagir" e foram tomadas medidas especiais nos Estados federados do norte, próximos da Alemanha, salientou.

Em resposta a um pedido das autoridades alemãs, 42 agentes da unidade Cobra foram enviados para Munique para reforçar a polícia local, acrescentou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG