Atirador de Las Vegas transferiu cem mil dólares para as Filipinas

Stephen Paddock transferiu cem mil dólares para uma conta nas Filipinas na semana que antecedeu o tiroteio em Las Vegas e num momento em que a sua namorada se encontrava neste país.

As autoridades americanas procuram determinar se a quantia de cem mil dólares que Stephen Paddock transferiu para uma conta domiciliada nas Filipinas, de onde é natural a sua namorada, Marilou Danley, se destinava a esta, à sua família ou seria para um qualquer outro propósito.

Marilou Danley, que se encontrava nas Filipinas quando se deu o tiroteio que matou 58 pessoas, regressa hoje aos Estados Unidos para ser ouvida pelas autoridades. Segundo o irmão de Paddock, Eric, afirmou à NBC News que aquele poderia "ter manipulado" a namorada para "estar fora" quando ele realizou o ataque sobre a multidão que assistia ao concerto de música country junto do hotel Mandalay na passada segunda-feira.

Surgiram entretanto novos detalhes sobre Paddock e a sua ligação ao jogo. Assim, nas últimas semanas, realizara apostas no valor de 160 mil dólares.

Soube-se também que Paddock tinha estatuto privilegiado no grupo Caesars Entertainment, que detém a propriedade do hotel Mandalay, um estatuto que só se obtém por convite.

Continua ainda por determinar quais os motivos que levaram Paddock a planear o ataque, sabendo-se apenas que pretendia provocar o maior número possível de mortos. Prova disso é que uma das armas utilizadas no ataque fora modificada com um dispositivo que permite o disparo contínuo de forma automática. Isto significa que ele podia operar ao mesmo tempo uma segunda arma.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG