Atentado contra Casa do Real Madrid faz 16 mortos

O ataque, do qual também resultaram 20 feridos, foi reivindicado pelo Estado Islâmico

A Casa do Real Madrid de Balad, no Iraque, foi alvo de um atentado terrorista já reivindicado pelo Estado Islâmico, na noite de quinta-feira, segundo o El País. Do ataque resultaram 16 mortos e 20 feridos. O clube madrileno já lamentou o sucedido, bem como o presidente da Liga espanhola de futebol.

"Consternado com o atentado contra uma casa do Real Madrid no Iraque. O terrorismo ataca o futebol. Estamos com as vítimas e as suas famílias", afirmou no Twitter Javier Tebas, presidente do órgão que tutela o futebol espanhol, considerando ainda que "o futebol está a ser alvo do terrorismo"

A Casa do Real na cidade iraquiana indicou no Facebook que se tratou de "um cobarde ato terrorista".

Segundo o jornal El País, três homens armados entraram com metrelhadoras num café, que funciona como Casa do Real Madrid, onde se encontravam cerca de 50 pessoas e abriram fogo. "Não gostam de futebol", comentou o presidente da representação do clube madrileno em Balad, Ziad Subhan, ao jornal AS.

Os atacantes conseguiram fugir, mas horas depois um deles fez-se explodir junto de um mercado quando foi encurralado por populares e polícias.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG