Ataque em hotel de Cabul fez 30 mortos. Número ainda pode aumentar

As autoridades afegãs voltaram a atualizar o balanço do ataque deste sábado, que durou cerca de 12 horas

O número de mortos no ataque de sábado ao Hotel Intercontinental, em Cabul, foi atualizado ao fim da tarde de hoje: em vez de 19 são agora 30. O primeiro balanço, desta manhã, dava conta de seis vítimas mortais. E as autoridades avisam que este balanço ainda não é definitivo.

De acordo com a agência Reuters, o porta-voz do Ministério do Interior afegão, anunciou a morte de 19 pessoas, sendo seis delas identificados como estrangeiros. Seis delas são cidadãos ucranianos, segundo confirmou o Ministério dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Vasyl Kyrylych.

Um elemento das forças de segurança citado pela Reuters afirmou contudo que o número de mortos era superior a 30.

Há ainda dezenas de feridos. Entre as vítimas mortais estão elementos do staff do hotel, clientes e elementos das forças de segurança.

Os cinco atacantes foram mortos.

A companhia aérea Kam Air informou que cerca de 10 funcionários, entre pilotos e tripulantes, foram mortos neste ataque já reivindicado pelos talibãs, os mesmos que levaram a cabo um ataque semelhante neste mesmo hotel em junho de 2011, matando 21 pessoas. Desde então, o hotel, um dos mais luxuosos da cidade, está sob vigilância rigorosa, com acesso reservado.

O grupo de atacantes entrou no hotel pouco depois das 21:00 locais (17:30 de Lisboa) de sábado e fez explodir uma granada para abrir caminho antes de começar a disparar sobre seguranças e clientes.

A eletricidade foi logo cortada no bairro e no hotel, situado numa colina do oeste de Cabul e mergulhado na escuridão, à exceção das labaredas altas que se avistavam no telhado.

Segundo uma fonte da segurança, os atacantes atearam fogo ao quarto e antepenúltimo andar do edifício antes de se barricarem no segundo.

De acordo com um jornalista da estação de televisão local Tolo News, que se encontrava no local quando começou o ataque, os atacantes abateram logo os seguranças que estavam à entrada do edifício.

O ataque ao hotel Intercontinental só terminou 12 horas depois de ter tido início.

"O ataque terminou, todos os atacantes foram mortos. Cento e vinte e seis pessoas, entre as quais 41 estrangeiras, foram retiradas em segurança", afirmou então o porta-voz do ministro do Interior do país.

(Atualizada às 18:00 com novo balanço)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG