Ataque a centro educativo em Cabul faz pelo menos 10 mortos e 20 feridos

Sem conseguir entrar, homem-bomba fez-se explodir junto ao centro de formação para estudantes.

Pelo menos dez pessoas morreram hoje (24 de outubro) e vinte ficaram feridas num atentado suicida contra um centro educativo em Cabul, no Afeganistão, segundo um porta-voz do Ministério do Interior afegão, citado pela France Presse (AFP).

De acordo com a agência de notícias francesa, o porta-voz do ministério, Tareq Arian, esclareceu que a explosão ocorreu perto de um estabelecimento de formação para estudantes, num distrito a oeste da capital afegã, Cabul.

"Um 'homem-bomba' que queria entrar no centro educacional foi identificado pelos guardas e fez-se explodir ao pé do centro, antes de conseguir entrar", explicou.

"Infelizmente, os relatórios iniciais revelam que dez pessoas foram mortas e vinte ficaram feridas", acrescentou Tareq Arian, depois de o Ministério da Saúde ter anunciado apenas uma morte e treze feridos.

Um vídeo feito no local do ataque e divulgado nas redes sociais mostra vários cadáveres tapados com cobertores caídos numa rua de terra, enquanto os feridos são retirados do local.

Um funcionário do centro confirmou à AFP que a explosão ocorreu no estacionamento do estabelecimento.

O oeste de Cabul é predominantemente povoado por hazaras, um grupo de origem mongol quase exclusivamente xiita, regularmente alvo do grupo terrorista Estado Islâmico.

O Afeganistão tem vindo a registar um aumento da violência, depois de o Governo de Cabul e os Talibãs - movimento fundamentalista islâmico e nacionalista - terem encetado negociações, em setembro, com o objetivo de pôr fim a décadas de guerra, até agora sem grandes progressos.

Mais Notícias